Decor sem genêro

Assim como na moda, a decor também segue tendências. Atualmente, vem crescendo a influência de uma linha “genderless”, ou seja, sem gêneros. 

O conceito vai além da decoração para quartos compartilhados por crianças de sexos diferentes, sendo cada vez mais aplicado mesmo para quartos que acolherão só meninas ou só meninos. 

Do ponto de vista prático, é também uma excelente forma de investir numa decoração que poderá atender crianças que ainda virão, independentemente do gênero. 

Nos quartos com estilo “genderless” todos podem se identificar e a variedade de cores é bem-vinda, tornando o ambiente mais agradável e estimulante. 

De acordo com o conceito, um mesmo ambiente e objetos de decoração podem servir de forma equivalente para meninos e para meninas, sem buscar fortalecer ou mascarar alguma caracterização em particular. O foco é acolher, confortar e estimular o desenvolvimento e a criatividade.

 

Algumas dicas para criar um decor “genderless”:

– a base dos móveis maiores pode ser neutra: madeira com branco/cinza com madeira. Cores nos itens menores.

– use elementos que estimulem a criatividade da criança: por exemplo, um varal com fantasias diversas ao alcance. 

– móveis com pegada lúdica são bem vindos: estantes em formato de árvore ou animais, decoração com mini utensílios e objetos do cotidiano, entre outros. Vale também, conforme o espaço, equipamentos interativos, como escalada e escorregador.

– papéis de parede com estampas neutras ou padrões geométricos para agradar a todos. 

 

Lembrando que o importante é considerar a personalidade e gostos das crianças que vão morar ali! 

Afinal, o sucesso se define quando percebemos que a família e as crianças estão felizes com o seu ambiente.

Quais cores ideais para decorar o quarto infantil?

 As cores  tem forte impacto em nosso dia a dia e mexem muito com nosso emocional. Como regra geral, costumamos usar uma base mais neutra com tons de branco ou cinza claro ou madeira. E deixamos as cores para uso pontual. Pode ser nas frentes das gavetinhas, na parede ou até mesmo em um enxoval bem alegre. 

Sempre lembrando que quarto de criança tem brinquedos que ficam à mostra e trazem mais cor e informação visual. Algumas dicas na hora de escolher os tons:

1-Se o seu filho é introspectivo e calmo é interessante apostar em cores mais fortes e vivas em seu quarto, trazendo mais estímulos  e sensação de energia. 

2- Já se seu filho tende a se distrair facilmente ou é muito agitado, use e abuse de tons pastel e com efeito calmante como o azul ou verde claros. 

3- Costumamos eleger no máximo 4 cores que combinem entre si. Mais que isso, é provável que o ambiente fique visualmente cansativo e a própria criança não vai querer passar muito tempo lá. 

4-  Para quartos de bebês prefira cores suaves e tons pastel. Cores fortes podem super estimular e deixar a criança excitada. O quarto deve oferecer uma sensação de tranquilidade e paz. 

Tenha em mente que não existe uma cor ideal para decorar um quarto de criança. Existe sim a melhor combinação de cores e aquelas que te agradam mais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BELA

There are no images.

PEQUENOS LEITORES

There are no images.

CASA DAS FADAS

There are no images.

CASINHA GÊMEA

There are no images.

Painel “Peg-Board”. Acompanhe essa tendência!

Você já ouviu falar em painel “peg-board”?

Essa tendência nos quartos infantis surgiu inspirada em uma solução super simples muito adotada em oficinas mecânicas para pendurar as ferramentas, deixando-as sempre ao alcance. É muito usado também em ateliês. Adaptado à decoração em todos os ambientes, o “peg-board” é um ótimo aliado na organização.

 

A ideia é ter à vista e com rápido acesso os objetos que ficariam espalhados e bagunçados sobre a bancada ou gavetas. Seguindo uma ordem harmônica, o resultado é tanto bonito quanto prático. Adoramos esse painel, por ser super versátil e flexível, permitindo decorar a marcenaria com brinquedos e objetos decorativos de diversos tamanhos.

Acima da escrivaninha, é excelente para manter o material escolar sempre em ordem e ainda ensinar as crianças de forma lúdica a manter o senso de organização. Com pinos ou prateleiras, o próprio usuário pode ir trocando os itens de local, escolhendo em qual furinho encaixar. Além de todas as vantagens funcionais, ainda tem visual descontraído e moderninho, tudo a ver com projetos infantis.

 

 

5 dicas para criar um quarto infantil funcional

Criar um quarto infantil é delicioso, afinal as crianças se encantam e muitas vezes participam do processo. Para o quarto ser funcional, além de bonito, é importante seguir algumas dicas:

1-Defina prioridades. Nem sempre é possível colocar tudo o que gostaríamos. Temos a tendência em investir em peças que poderão ser usadas por muito tempo, mas é importante refletir se a criança vai de fato curtir tal item nesse momento da vida dela.

2-Vale apostar em moveis versáteis e multiuso, como uma escrivaninha que pode também ser uma penteadeira, por exemplo.

3-Certifique-se sobre a facilidade de limpeza e manutenção de tudo antes da compra. O quarto é “mundinho” das crianças e é o local permitido para brincarem à vontade.

4-Deixe os brinquedos e livros ao alcance da criança. É importante para que desenvolvam autonomia e senso de organização, aprendendo também a guardar após o uso.

5-Criança gosta de brincar no chão. Um tapete aconchegante ou lúdico como os vínicos são adequados para decorar e interagir. Puffs baixos também são bem-vindos, pois podem servir de apoio para um adulto sentar e participar.

É sempre bom lembrar que o quarto é para a criança e deve refletir sua personalidade e preferências, não o desejo dos pais. Esperamos que essas dicas sejam úteis. Para qualquer dúvida, estamos à disposição!!!

Lancheira Saudável

As aulas voltaram e a necessidade de preparar os lanchinhos também!  Sabemos que para quem tem uma vida corrida, é muito mais fácil comprar pacotinhos de industrializados e suquinhos de caixinha, mas com um pouquinho de planejamento, conseguimos oferecer uma alimentação mais saudável e o costume do hábito de se alimentar com consciência. 

Pensando nisso, convidamos  a Ju Fortini,  que está há 11 anos à frente do restaurante Dona Vitamina, um dos pioneiros em alimentação saudável em São Paulo, para nos dar algumas dicas e sugestões de combinações de comidinhas práticas para fazer e levar. Importante ressaltar que todos os alimentos, apesar de não ter conservantes, aguentam um bom período fora da geladeira.

A Ju preparou 4 opções de lanches balanceados, super gostosos e atrativos para as crianças.

Lancheira 1 :

  • palitinhos de tomate com mussarela de búfala
  • pão de queijo de tapioca
  • porção de uva sem caroço
  • suco de melancia

Lancheira 2 :

  • milho doce
  • queijo enroladinho com blanquet de peru
  • muffin de banana
  • suco de manga

Lancheira 3 :

  • batata doce cozida
  • melancia picada
  • pão integral com geleia de morango e pasta de amendoim
  • Água mineral

Lancheira 4 :

  • Biscoito de polvilho
  • iogurte natural com porção granola
  • bolinho de cenoura
  • água mineral

É muito importante conversar com a criança explicando o por que cada alimento é importante e respeitar suas preferências, sem forçá-la a comer algo que realmente não goste. Mas, experimentar é essencial para formar o paladar. 

 

Outra dica, é chamar a criança para participar do preparo.  Além de ser uma atividade, as crianças ficam super orgulhosas e isso incentiva que consumam as comidinhas com mais vontade.  Muffin, por exemplo, é algo super fácil de fazer com ingredientes saudáveis como aveia, banana e mel. 

Ideal é oferecer sempre uma fruta, um carboidrato e uma proteína. 

Mais uma dica é a apresentação do lanche. Usar lancheiras, pratinhos e embalagens atrativas, pois o  visual é super importante para motivar as crianças a experimentarem. 

A @mondaythelabel.brasil tem uma linha super moderna de pratinhos, copos, talheres em silicone. 

Obrigada Ju, foi uma delícia conversar e aprender.

 

Esperamos que aproveitem essas dicas e coloquem em prática com as crianças!

Aplicando conceitos montessorianos no quarto infantil

Se você acompanha as tendências de decoração infantil, certamente já ouviu falar em quartos montessorianos.
A pedagogia Montessori vai muito além do quarto, e é considerada uma filosofia de vida.
E você não precisa seguir tudo a risca para se beneficiar desse método.

Vamos citar alguns dos conceitos que podem ser incorporados na sua casa:
-Cama no “chão” ou baixinha. Desenvolve a autonomia do bebê ou da criança, pois permite que a mesma escolha quando quer entrar ou sair da cama sem auxilio do adulto.
-Brinquedos ao alcance da criança. A filosofia montessoriana sugere que sejam eleitos até 6 brinquedos para deixar disponíveis e de tempos em tempos, fazer rodizio com outros. Mais uma vez, isso permite que a criança tenha autonomia escolhendo com o que quer brincar, desenvolva senso de organização guardando o brinquedo e de concentração, pois não se distrai facilmente com tantas opções.
-Mantenha quadros e elementos decorativos na altura do olhar da criança, é importante que ela sinta que pertence ao ambiente.
-Se possível coloque um espelho (de preferência acrílico, pela segurança) onde a criança possa se ver de corpo inteiro e interagir. Esse é um momento de grandes descobertas e a criança passa a entender como ela é.
-Texturas e materiais naturais são mais indicados. Evite tecidos sintéticos como tapetes de e.v.a. que são altamente tóxicos.

O quarto montessoriano deve se adaptar à medida que a criança cresce, sempre trazendo novos estímulos e novidades.
Lembre-se que o quarto é o mundinho deles e é o local da casa onde podem e devem se locomover livremente, brincar e sentir-se 100% acolhidos, sempre com segurança.